Visit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On TwitterCheck Our Feed

Consumidor! Portabilidade de dívidas é um direito seu!



Nos últimos tempos a portabilidade tem sido encarado como um instrumento que é colocado na mão do consumidor a fim de que ele não fique refém de determinado fornecedor e possa buscar o que melhor lhe convém. Foi assim na telefonia móvel, nos planos de saúde, e desde , com as dívidas contraídas perante instituição financeira. Assim que nosso blog de Direito hoje explica melhor o que é a portabilidade de dívida e os cuidados que se deve ter.

O que é a portabilidade de dívida?

portabilidade de dívidas ou de crédito, como também é conhecida, possibilita que o cliente do banco possa negociar taxas de juros e condições de pagamento, seja antes de firmar o contrato de empréstimo, como depois de já ter recebido o dinheiro e estar pagando as prestações.

Cuidados antes de fazer a portabilidade de dívida

Para tanto o consumidor deve tomar alguns cuidados:

  • Negocie e exija todas as informações detalhadas para onde vai migrar;
  • Verifique se as condições aplicadas são convenientes para você, como taxa de juros, prazo;
  • A quitação da dívida com o banco onde foi feita a dívida, deve ser feita pelo banco que irá receber a dívida, nunca pelo consumidor;
  • O consumidor não pode ser obrigado a arcar com custos relacionado à transferência dos valores para a quitação da dívida com o banco onde a dívida foi feita, pois isso é ilegal;
  • Não há cobrança de IOF na operação de transferência da dívida;
  • Não aceite a imposição de ter que encerrar conta corrente ou outro tipo de relacionamento que tiver com o banco onde a dívida foi feita;
  • Evite ser seduzido com a venda casa, que é a obrigação de comprar outros produtos do banco para onde está levando o crédito;
  • Na portabilidade de crédito imobiliário, fique atento aos custos com a documentação no cartório e a vistoria do imóvel: isso pode tornar a operação desvantajosa.

Fiquem atentos e cuidem dos seus direitos! O consumidor constatemente é enganado por desconhecer seus direitos. Pense que ter certos cuidados e gastar um pouco mais de tempo lendo um contrato, no futuro podem fazer a diferença. Espero que aproveitem essa dica importante do Revista Direito sobre portabilidade de dívida.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

Por favor confirme seu envio abaixo: *
Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.