Visit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On TwitterCheck Our Feed

Livro por Nadialice Francischini: Relações de Consumo – desmistificando a aplicação do princípio da vulnerabilidade



Livro por Nadialice Francischini de Souza

O livro é a publicação da minha dissertação de mestrado e nele analiso a correta aplicação do princípio da vulnerabilidade. Todo consumidor é vulnerável, é da sua essência, e lhe dá direito a acesso aos princípios, a política nacional de defesa do consumidor. Entretanto, na prática, os juízes confundem a vulnerabilidade com a hipossuficiência. Esta decorre da relação in concreto desequilibrada e que precisa de proteção específica, dando acesso a direitos como a inversão do ônus da prova.

Livro de Direito, Relações de Consumo, Nadialice Francischini, direito do consumidorRodolfo Pamplona, Direito do Consumidor, Livro, Nadialice Francischini, consumidor, prefácio

Direito do Consumidor

Quando me propus no mestrado a escrever em direito do consumidor ouvi muitas críticas, principalmente relacionadas ao fato de que uma advogada empresarialista nada sabe sobre consumo. O que os críticos esquecem é que na relação econômica o empresário precisa do consumidor e o contrário também. Isso porque não há consumo sem produção e não há produção sem consumo.

Assim a análise da relação de consumo no caso concreto e como os tribunais apreciam as demandas é essencial para a relação empresarial. Pois, o empresário faz o cálculo do custo e do preço de venda dos produtos ou da prestação de serviço tendo como referência a previsão legal e a possibilidade de demandas judiciais. A incerteza na aplicação dos institutos ou a aplicação não correta desses gera um custo que não pode ser previsto.

A aplicação errada da vulnerabilidade é um dos institutos que acarreta essa incerteza.

Todo consumidor é vulnerável. Há uma presunção de que a relação de consumo é desequilibrada, e como consequência o fornecedor deve prestar todas as informações necessárias, a necessidade de uma política nacional de consumo, a existência de órgãos de proteção ao consumidor.

A hipossuficiência, por sua vez, está relacionada com a análise no caso concreto da relação de consumo, se ela está equilibrada. A hipossuficiência está dividida em três partes: fática ou econômica – relaciona-se a possibilidade de arcar com as custas de um processo; técnica – analisa a condição do consumidor de fazer as provas necessárias para o processo; e jurídica – condição de pagar um advogado.

Desta forma, verifica-se que apesar de todos os consumidores serem vulneráveis, nem todos são hipossuficientes. Em cada caso os magistrados devem fazer a correta análise.

Capítulos do livro Relações de Consumo – desmistificando a aplicação do princípio da vulnerabilidade

 

Para chegar a essa conclusão o livro está dividido em quatro capítulos de conteúdo:

  • No primeiro capítulo estudei a relação de consumo em si mesma considerada, conceituando consumidor e fornecedores;
  • No segundo capítulo analisei o sistema de princípios das relações de consumo. Todos os princípios aplicados nesse relação são essenciais para a compreensão da vulnerabilidade;
  • No terceiro capítulo conceituei a vulnerabilidade do consumidor distinguindo-a com a hipossuficiência e outros institutos assemelhados como: vulnerabilidade na bioética, princípio do in dubio pro operario do direito do trabalho e o princípio da proteção, também da relação trabalhista;
  • Por fim, analisei a impropriedade técnica da aplicação da vulnerabilidade do consumidor em alguns julgados, um estudo de casos práticos.
O lançamento será em breve, mas quem já tiver interesse em adquirir um exemplar, pode entrar em contato através do email blog.revistadireito@gmail.com ou através da página de contato aqui do Blog Revista Direito http://revistadireito.com/direito_empresarial_civil_consumidor_cadastre-seu-email. Agradeço a todos que participaram desse trabalho.

2 comments on “Livro por Nadialice Francischini: Relações de Consumo – desmistificando a aplicação do princípio da vulnerabilidade

  1. Marcus dice:

    Prezada Nadialice Francischini, me interessei bastante pelo livro, principalmente pela forma como aborda o tema, buscando uma conceituação séria a respeito da tal vulnerabilidade do consumidor.
    Você já ouviu falar do prof. André Luiz S. C. Ramos? Ele escreveu um livro bastante esclarecedor a respeito da legislação antitruste. Eu achei que suas ideias são parecidas com a do prof. André. Gostaria de indicar os artigos dele para V.Sª. no Instituto Mises Brasil: [link]http://www.mises.org.br/SearchByAuthor.aspx?id=323&type=articles[/link]

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Por favor confirme seu envio abaixo: * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.